RS: falta de chuva na região do Alto Uruguai preocupa produtores

A falta de chuva na região do Alto Uruguai tem preocupado os produtores com lavouras de milho

A falta de chuva na região do Alto Uruguai tem preocupado os produtores com lavouras de milho, milho para silagem e trigo safra 2020/2021. O déficit hídrico tem causado problema também nas pastagens, de acordo com levantamento do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim. Os produtores estão aguardando a chuva, prevista para quinta e sexta-feira (08 e 09/10) para a região Norte do Estado, para semear as lavouras de soja, com plantio já iniciado em áreas com microclima mais favoráveis. A expectativa inicial de plantio com a soja é de 234 mil hectares.

No momento, os produtores estão finalizando o plantio das lavouras de milho, com estimativa de cultivo em 45 mil hectares. A falta de chuva também prejudica as lavouras com área de 15 mil hectares destinadas à silagem. As lavouras de trigo, com área cultivada com 15 mil hectares, estão em fase de enchimento de grãos e maturação. Também estão no período de maturação as lavouras semeadas com cevada e aveia branca e preta.

Fruticultura

Apesar da falta de chuva na região do Alto Uruguai, a fruticultura está com boa produção e excelente qualidade dos frutos, como por exemplo a produção de morangos. De acordo com a Emater/RS-Ascar, nos 418 hectares de parreirais, são realizados tratamento fitossanitários. A safra de laranja 2019/2020, com área cultivada com laranjas com 2.844 hectares, já está toda colhida. No momento, os citricultores preparam a área para a próxima safra.

Erva-mate

A colheita tem se intensificado nos últimos dias e está em início de pré-florada. O mercado tem procurando matéria-prima em função do aumento de consumo.

Pastagens

As pastagens nativas estão em bom desenvolvimento. Já as pastagens anuais de inverno sofrem com a baixa umidade do solo e apresentam baixa taxa de desenvolvimento. As pastagens anuais de verão, semeadas até o momento, tiveram boa germinação e estão com bom desenvolvimento.

 

Em virtude da implantação das lavouras de soja, muitas áreas de pastagem cultivas foram dessecadas. Com a redução na oferta de pasto para o gado, houve um aumento na oferta de animais. A atividade leiteira vive um ótimo momento na região do Alto Uruguai gaúcho, embora o aumento dos custos de produção, especialmente do farelo de soja e do milho, tem deixado os bovinocultores de leite preocupados.

Com investimentos significativos no setor, ocorrido nos últimos anos, especialmente em infraestrutura e genética, a produtividade média dos rebanhos vem crescendo de forma significativa e sistemática. No entanto, a grande preocupação dos agricultores, ainda de acordo com o Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, é que, de um lado, o preço do leite mantenha a tradicional queda de primavera/verão (devido à alta oferta de produto, ocorre uma redução do preço ao consumidor no período entre outubro e março), enquanto, por outro lado, os preços dos insumos se mantenham com os preços elevados. As lavouras de milho para silagens estão todas implantadas, com boa germinação e bom desenvolvimento.

A baixa precipitação pluviométrica das últimas semanas, aliado à previsão de pouca chuva para o próximo trimestre, tem deixado os produtores apreensivos, especialmente aqueles que trabalham em sistemas pastoris. Em geral, as condições sanitárias dos rebanhos estão boas.

 

Apicultura

As altas temperaturas registradas na semana passada foram propicias à apicultura. Os produtores continuam realizando as atividades de preparo das colmeias para o período de produção, com práticas de substituição de cera e limpeza interna e do entorno das colmeias.

Piscicultura

Os tanques continuam completamente cheios e as águas estão com boa qualidade. Continuam as reservas de alevinos. A procura tem sido alta. De um modo geral, a comercialização de pescado é baixa, restringindo-se à venda de peixes nas propriedades, ou em alguns poucos casos em feiras municipais permanentes. Não houve mortandade de peixes na semana.

Fonte:https://www.agrolink.com.br/noticias/rs--falta-de-chuva-na-regiao-do-alto-uruguai-preocupa-produtores_440697.html?utm_source=agrolink-clipping&utm_medium=email&utm_campaign=clipping_edicao_6763&utm_content=noticia&ib=y

Galeria de fotos